BAHIANOTÍCIASSAÚDE

“Academias precisam ser vistas como essenciais à saúde”, diz presidente do Cref

Mesmo com os decretos municipais permitindo a reabertura das academias em Salvador e em muitas cidades do interior do estado, o Conselho Regional de Educação Física (Cref), seção Bahia, pede uma mudança no entendimento de como devem ser enquadrados estes estabelecimentos.

Para o presidente do Cref-BA, Rogério Moura, é positivo que as academias estejam abertas, mesmo com as restrições. Ele, porém, defende que os espaços são essenciais para a saúde. “Você tem dúvidas que a atividade física faz bem para a saúde? Ela ajuda na imunidade, ajuda na prevenção de doenças, combate o sedentarismo e previne de doenças que são letais”, afirma.

Moura aponta ainda que o atual secretário da Saúde do estado, Fábio Vilas-Boas, requisitou um fisioterapeuta para se recuperar dos efeitos da Covid-19. O secretário esteve internado com a doença em fevereiro deste ano. “A atividade física é tão importante que ajuda nessa recuperação. Não podemos perder isso de vista”, diz.

Nesta terça-feira (13), o governo da Bahia publicou um decreto no Diário Oficial autorizando o funcionamento de atividades e eventos com mais de 50 pessoas. No entanto, academias só podem funcionar com 50% da sua capacidade e algumas atividades estão proibidas, com as aulas coletivas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Metro1, 13/04/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 16 =

Botão Voltar ao topo