NOTÍCIASPOLÍTICASALVADOR

Bloqueio do Bolsa Família gera filas em Salvador

A sede da Secretaria Municipal  de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), em Salvador, foi tomada por uma grande fila formada por beneficiários do programa Bolsa Família, que reclamavam da interrupção do benefício determinada pelo Ministério do Desenvolvimento Social .

O Ministério justificou o bloqueio de 1,2 milhão de pessoas ao identificar um aumento significativo de cadastros de famílias unipessoais em 2022, ou seja, havia um cadastro para a mãe, um para o pai, e um para cada filho — todos, recebendo R$ 600 cada. Há suspeita que maior parte dessas informações sejam falsas.

A suspensão do benefício tem sido feita pelo aplicativo do cadastro único (CadÚnico) e por SMS no celular. O benefício só volta a ser pago se o beneficiário regularizar o cadastro ao comprovar que mora sozinho e preencher os requisitos do programa social. O ministério estabeleceu um prazo de 60 dias para o recadastro de informações no sistema do CadÚnico.

Atarde, 27/04/2023
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + nove =

Botão Voltar ao topo