BRASILDESTAQUEPOLÍTICA

Câmara dos Deputados gasta R$ 1 milhão com prédios fechados

A Câmara dos Deputados já desembolsou pelo menos R$ 1 milhão só para manter prédios inabitados, de acordo com a Coluna do Estadão.

Os imóveis foram desocupados para reforma em 2017 e em 2019, mas não há previsão de quando ela começará. Viraram depósito para materiais da Casa.

São gastos por mês ao menos R$ 21,6 mil na conservação dos imóveis, segundo dados obtidos pela Coluna via Lei de Acesso à Informação. Em 2004, a Câmara iniciou processo de reforma geral das instalações e das estruturas dos 18 prédios de apartamentos funcionais que possui. Desde então, foram reformados nove blocos, com um total de 216 apartamentos.

Segundo a assessoria de imprensa da Casa, havia previsão orçamentária para continuar com as reformas em 2020, mas o recurso previsto, de R$ 21 milhões, foi devolvido ao Tesouro Nacional para ser utilizado em ações de enfrentamento à covid-19.

De acordo com o plano inicial, faltam quatro etapas, que englobam reformas em 14 prédios. Os reparos dependem de decisão da Mesa Diretora e de disponibilidade de recursos nas leis orçamentárias.

Há outros 26 apartamentos desocupados, passando por processo de recuperação ou aguardando alguma intervenção. Atualmente, 358 parlamentares, dos 513 deputados, ocupam esses apartamentos funcionais. Apenas os dois blocos citados estão inabitados.

Os deputados que não moram nos imóveis podem receber auxílio-moradia no valor de R$ 4,2 mil por mês. Em dezembro, a Câmara pagou o benefício para 113 parlamentares.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: BNews, 10/01/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =

Botão Voltar ao topo