BAHIADESTAQUEPOLÍTICA

Casos de covid-19 em cidades baianas disparam após eleições municipais

Quem passava pela cidade de Santo Antônio de Jesus nos meses de outubro e novembro corria o risco de ser tragado pela multidão e parar numa carreata. As imagens da campanha, presentes até hoje nas redes sociais dos candidatos, estão aí para comprovar: centenas de pessoas nas ruas, carregando bandeiras azuis, amarelas e vermelhas; ou azuis, vermelhas e brancas. São as cores, respectivamente, do Jacu e do Beija-Flor, grupos que rivalizam há décadas a política local.

Em disputa acirrada estava o controle do 17º maior município baiano, com 101 mil habitantes, segundo o IBGE. Uma cidade às margens da BR-101, polo de serviços e de comércio que congrega as regiões do Baixo Sul, Recôncavo e Vale do Jiquiriçá. O comerciante Genival Deolino (PSDB) foi eleito prefeito com 53,8% dos votos válidos, desbancando o ex-deputado estadual Rogério Andrade (PSD), candidato à reeleição, que ficou com 43%.

Passados exatos dois meses desde o pleito nesta sexta-feira (15), é possível medir de forma mais precisa o impacto das aglomerações no período eleitoral. Será que, como se temia, a campanha seria precursora da temida segunda onda do coronavírus nas cidades baianas?

Santo Antônio de Jesus – ou SAJ, para os íntimos – é a cidade que registra o maior crescimento de casos de covid-19 entre as 20 maiores cidades da Bahia – com pelo menos 85 mil habitantes – desde o pleito. O número de contaminados cresceu 76,5% desde 16 de novembro, pulando de 2.842 naquela data para 5.016 na última quinta-feira (14). Os dados são da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

A taxa é quase o dobro do registrado na Bahia. Os casos de covid-19 no estado cresceram 39,5% desde as eleições. E chama atenção a proporção do aumento dos casos em SAJ quando comparado às demais grandes cidades: em segundo lugar, vem Vitória da Conquista, com 46,2%. Paulo Afonso aparece em seguida com 39,5%. Salvador é a 16ª nesse ranking, com 24%.

EFEITOS

No dia 3 de dezembro, Luís Cláudio Oliveira, o Careca, vice-prefeito eleito de SAJ, foi internado num hospital local com covid-19. Uma semana depois, foi entubado na UTI e transferido para Salvador. No dia 13 de dezembro, Genival também testou positivo para a doença, assim como o seu motorista de campanha.

Segundo os boletins da Vigilância Epidemiológica de Santo Antônio de Jesus, o mês de dezembro foi o que mais apresentou novos casos em toda a pandemia, com 1173. As segunda, terceira e quarta semanas do mês (de 06/12 até 26/12) foram as que mais apresentaram novos casos em todo o período. Logo em seguida vem a penúltima semana de novembro (22/11 a 28/11). Todas, portanto, logo após as eleições.

O CORREIO conversou com uma fonte da vigilância epidemiológica que não quis se identificar. Por conta da mudança recente na prefeitura, os funcionários estão com medo. “Como pode ser visto nos boletins, houve um aumento muito considerável no mês de dezembro de casos positivos. São números ainda maiores do que em julho, quando a pandemia estava, em teoria, no auge”, disse. O mês de julho fechou com 895 novos casos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Correio/BA, 15/01/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =

Botão Voltar ao topo