ESPORTEMUNDONOTÍCIAS

City aplica 4 a 0 no Real Madrid e vai à final da Champions

O Manchester City vai decidir a Liga dos Campeões da Europa (10 de junho, em Istambul) com a Inter de Milão, ao golear o Real Madrid por 4 a 0 nesta quarta-feira, 17, no jogo de volta das semis, disputado no Etihad Stadium.

Dois anos depois de serem vice-campeões, os ‘Citizens’ voltam à final da Champions graças aos gols do português Bernardo Silva (23′ e 37′), do argentino Julián Álvarez (90’+1) e um gol contra do brasileiro Éder Militão (76′).

O time do técnico Pep Guardiola vai agora a Istambul, na Turquia, em busca de sua primeira ‘Orelhuda’, depois de eliminar o atual campeão do torneio.

“O adversário foi superior nesta volta do início ao fim”, disse o lateral merengue Dani Carvajal à plataforma Movistar+ após o duelo.

O time espanhol pouco ficou com a bola, num jogo em que o inspirado goleiro belga Thibaut Courtois evitou uma goleada ainda maior.

Courtois fez uma defesa espetacular em uma cabeçada à queima-roupa de Erling Haaland (13′) e minutos depois voltou a salvar o Real Madrid em outra finalização do norueguês (21′).

Bernardo Silva abre o placar

O Real Madrid só levou perigo ao gol de Ederson aos 35 minutos, em um chute de fora da área do alemão Toni Kroos que explodiu no travessão.

O City superava com facilidade a marcação do time espanhol, até que Kevin de Bruyne fez belo passe na área para Bernardo Silva bater de esquerda e abrir o placar (23′).

Ele fez o segundo do time de Manchester ao aproveitar um rebote após disparo de Ilkay Gundogan e cabecear para as redes (37′).

Antes do intervalo, Silva teve boa chance para fazer o terceiro, mas o chute parou nas mãos de Courtois (45′).

No início do segundo tempo, o Real Madrid quase diminuiu em uma cobrança de falta de David Alaba, que Ederson mandou para escanteio (51′).

O time espanhol começou a ficar mais com a bola, mas cometia muitos erros de passe, numa noite sem brilho do meia Luka Modric e do atacante Karim Benzema, que mais uma vez não fez um bom jogo.

Vinícius Júnior, que normalmente é uma válvula de escape merengue, teve muitas dificuldades no duelo individual com Kyle Walker, que marcou o brasileiro em cima durante toda a partida.

Enquanto o Real Madrid não conseguia levar perigo, o City quase fez mais um com Haaland, que desperdiçou cara a cara com Courtois (73′).

Perdendo por 3 a 0 quando faltavam apenas dez minutos para o apito final, os espanhóis partiram com tudo para o ataque, mas não encontravam o caminho do gol. Até que o City chegou ao quarto nos acréscimos.

O argentino Julián Álvarez, que havia entrado no lugar de Haaland, aproveitou um belo passe de Phil Foden para tocar na saída de Courtois e fechar a goleada.

 

 

 

 

 

Atarde, 17/05/2023

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 10 =

Botão Voltar ao topo