BRASILDESTAQUEPOLÍTICA

Ex-presidente da Braskem José Carlos Grubisich, admite propina de US$ 250 milhões

O ex-presidente da Braskem José Carlos Grubisich confessou nesta quinta-feira (15) a culpa no envolvimento no que promotores dos Estados Unidos chamaram de esquema de propina de 13 anos organizado pela controladora Odebrecht. As informações são da Reuters.

Grubisich admitiu ter se envolvido em um tribunal federal de Nova York em acusação de conspirar para violar legislação contra corrupção dos Estados Unidos e falsificar registros e relatórios financeiros da Braskem para cobrir os subornos.

Supostamente, o dinheiro era utilizado para propina a autoridades no Brasil para que a Braskem obtivesse contratos no país, incluindo um grande projeto da Petrobras, que divide o controle da empresa com a Odebrecht.

Os promotores também afirmaram que algumas das propinas que Jose autorizou foram pagas depois que ele deixou de ser presidente em 2008.

Grubisich pode enfrentar até 10 anos de prisão. Com audiência marcada para 5 de agosto para ouvir a sentença, o ex-presidente concordou em entregar 2,2 milhões de dólares.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Correio Braziliense, 16/04/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

Botão Voltar ao topo