BRASILDESTAQUEJUSTIÇA

Juiz acusado de abusar de 22 mulheres é ‘punido’ pelo CNJ com belíssima aposentadoria

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aposentou compulsoriamente nesta terça-feira (23) o juiz  Marcos Scalercio, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), acusado de cometer abusos sexuais contra mulheres nos anos de 2014, 2018 e 2020.

“Pela gravidade dos fatos praticados, considerando que se registrou padrão usual de conduta nos três casos examinados, e à luz de precedentes, entendo viável aplicação de pena de aposentadoria compulsória com vencimentos proporcionais ao tempo de serviço”, declarou a relatora do caso, conselheira Salise Sanchotene.

O CNJ analisou um processo Administrativo Disciplinar Aberto (PAD) contra o juiz que envolveu acusações de assédio sexual por três mulheres.

Com a aposentadoria, Scalercio vai receber um salário de R$32 mil mensais pro resto da vida.

A aposentadoria compulsória é considerada a punição “mais grave” na magistratura.

 

 

 

 

 

 

23/05/2023 17:15 | Atualizado 23/05/2023 18:29

Fonte: Diário do Poder,23/05/2023

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 15 =

Botão Voltar ao topo