MUNDONOTÍCIASPOLÍCIA

Mulher é multada ao ser pega passeando com marido na coleira de “estimação”

Com o avanço da pandemia por todo mundo, muitos países estão recorrendo ao toque de recolher para tentar manter as pessoas dentro de casa e assim reduzir o número de casos confirmados, já que boa parte dos hospitais está no limite e não têm como internar mais nenhuma vítima do novo coronavírus.

Porém, mesmo diante deste cenário aterrorizante, muitas pessoas procuram encontrar alguma forma de furarem o confinamento sem se darem conta de que fazendo isso estão colocando em risco não só a própria vida, mas também a dos outros.

Em Quebec, no Canadá, um casal usou de toda criatividade para sair de casa e a mulher usou o marido como cachorro para que assim pudessem burlar as ordens das autoridades, pois ficou determinado que em determinado horário ninguém poderia ir para as ruas.

A ordem é para que de 20h às 5h todos fiquem em casa, porém, as pessoas poderiam sair às ruas por motivos específicos, por exemplo, para comprarem remédios, irem ao hospital e também para passearem com seus animais de estimação, mas sem causar aglomeração.

Uma viatura da polícia estava passando pela região de Sherbrooke, por volta das 21 horas deste último sábado, quando se deparou com uma mulher de 24 anos que parecia estar passeando com seu cachorro, mas quando os policiais observaram bem, viram que era o marido dela que estava preso à coleira.

“Uma das pessoas estava com a outra na coleira, e ela disse que estava levando o seu cachorro, apontando para seu parceiro, para passear, conforme permitido pelas exceções aprovadas pelo premier de Quebec em relação à lei de toque de recolher“, informou o Departamento de Polícia.

O casal acabou sendo multado em R$ 6.300 e foi orientado a não fazer isso mais, pois milhares de pessoas já morreram no Canadá e atitudes irresponsáveis como esta apenas agrava a situação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Extra, 16/01/2021


Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − quinze =

Botão Voltar ao topo