ACIDENTEBRASILNOTÍCIAS

Mulher que usou etanol para fazer comida, morre após ter 90% do corpo queimado

Geisa Stefanini, de 32 anos, morreu nesta segunda-feira (27), após ficar 25 dias internada no Hospital Vila Penteado, na zona norte da capital paulista. A informação foi confirmada pelo IML (Instituto Médico Legal) Central. Ela teve 90% do corpo queimado após cozinhar com etanol.

A vítima foi encaminhada ao hospital no último dia 2 de setembro. Ela foi queimada após uma explosão provocada pelo etanol na casa em que morava com o filho de 7 meses, no bairro de Bussocaba, em Osasco, na Grande São Paulo.

A mulher, que passa por dificuldades financeiras, não tinha dinheiro para o gás e resolveu comprar etanol em um posto de gasolina e improvisou um fogareiro. Ela colocou o combustível em uma lata para esquentar a comida e o líquido entrou em combustão causando as queimaduras na mãe e na criança.

O pai do bebê estava separado de Geisa há quatro meses e disse não saber das dificuldades financeiras da família.

 

 

 

 

 

 

Fonte: R7, 28/09/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 20 =

Botão Voltar ao topo