BAHIADESTAQUEJUSTIÇA

TJ-BA remarca julgamento de pedido de liberdade dos acusado de fraudes milionárias

A desembargadora Soraya Moradillo, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), remarcou para 10 de dezembro, às 8h30, o julgamento do pedido de liberdade feito pela defesa do ex-servidor Carlos Alberto Aragão, acusado de participar de esquema de fraudes milionárias a processos de inventários e partilha de bens.

A sessão que julgaria o mérito do Habeas Corpus, que aconteceria na última quinta-feira (3), precisou ser adiada. Carlos Alberto está preso desde 10 de setembro, após o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) deflagrar a Operação Inventário. Anteriormente, a magistrada já havia negado, em caráter liminar, os pedidos de revogação da prisão preventiva dos três réus investigados, além do ex-servidor, os advogados João Carlos Santos Novaes e Marco Aurélio Fortuna Dória.

João Carlos Novaes e Carlos Aragão estão detidos no Centro de Observação Penal (COP) da Mata Escura, e Marco Aurélio está no Batalhão de Choque da Polícia Militar, ambos localizados em Salvador. Eles são réus em duas denúncias do MP-BA relativas a fraudes em processos milionários que tramitam no TJ-BA.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: BNews, 06/12/2020

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 15 =

Botão Voltar ao topo