NOTÍCIASSALVADORSEGURANÇA

Vítimas de agressões de guardas municipais negam fuga de blitz e ‘intimidação’ a agentes

Os homens vítimas de agressões de guardas municipais negam a versão apresentada pela Guarda Civil Municipal (GCM) de que teriam “evadido” de uma blitz e “intimidado” os agentes. O caso aconteceu na última sexta-feira (23), no bairro de Brotas, em Salvador.

A ação dos guardas foi filmada por pessoas que estavam no local. No vídeo, um agente dá um tapa no rosto de um jovem. Na sequência, outro homem, tio do rapaz agredido, recebe uma descarga elétrica e é algemado pelos guardas.

Em nota, a Guarda Municipal afirmou que os agentes foram acionados para conter um motociclista após ele tentar fugir de uma blitz da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador) em Brotas. A GCMS dava apoio à ação de fiscalização.

De acordo com a nota, o homem estava sem o documento, sem carteira de habilitação e transportava produtos perigosos (botijão de gás) sem autorização.

Em entrevista à Record TV Itapoan nesta segunda-feira (26), o motociclista confirmou que tinha irregularidades, mas negou ter tentado evadir da blitz.

“Não furei blitz nenhuma […] Entendi que eu estava errado, compreendi o trabalho deles, obedeci eles do início ao fim. Ele pediram pra eu seguir eles até aqui, na [localidade da] Polêmica, aonde tinha vários guinchos, várias viaturas”, afirmou o tio.

“Eu estava com dois botijões de gás. Como é que vou ter equilíbrio de pular uma blitz? Não teria como, nem que eu quisesse”, questionou.

Segundo a Guarda Municipal, o outro homem tentou impedir a apreensão da motocicleta, “intimidando e desacatando” os agentes.

“Em momento nenhum teve esboço de uma reação da nossa parte de não deixar a moto ser presa, até porque, quando meu sobrinho chegou, a moto já tava presa em cima do guincho”, disse o tio.

Após as agressões, os dois homens foram levados pelos guardas para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Em nova nota divulgada nesta segunda, a GCMS informou que “já está em posse de todos os vídeos, frutos da denúncia, e já iniciou a apuração rigorosa dos fatos”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: BNews, 26/04/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + seis =

Botão Voltar ao topo