ESPORTEMUNDONOTÍCIAS

“Vou até o fim contra os racistas”, desabafa Vini Jr

Alvo de racismo na partida contra o Valência, na tarde deste domingo, 21, em confronto válido pelo Campeonato Espanhol, o atacante Vinícius Júnior se pronunciou pela primeira vez após o fato lamentável. Ele utilizou as redes sociais para demonstrar sua indignação.

“O prêmio que os racistas ganharam foi a minha expulsão. Não é futebol, é a La Liga [organizadora do Campeonato Espanhol]”, publicou Vinicius Júnior através do story em seu Instagram.

Através de uma publicação mais longa, Vinícius expressou mais abertamente sobre os casos de ofensas racistas sem solução. O craque brasileiro falou sobre a possibilidade de deixar a Espanha, devido as reclamações sem sucesso.

O fato ocorreu aos 15 minutos do segundo tempo, quando o jogador estava próximo aos torcedores do Valência, na linha lateral do campo. O árbitro paralisou a partida após os gritos, cerca de 10 minutos depois. A partida ficou parada por cinco minutos. O locutor do estádio interviu pedindo para que os torcedores parassem com os gritos, sob o risco do jogo ser cancelado.

Revoltado, Vinícius Jr discutiu com torcedores que o ofenderam diretamente. Ele precisou ser contido pelo técnico Carlo Ancelloti, que pediu para que ele fosse para o banco de reservas. Pela reação, o brasileiro foi expulso de campo pelo árbitro que aplicou cartão vermelho.

Não quero falar de futebol. Vocês querem falar de futebol? Foi mais que uma derrota. Não parece? Eu sou muito calmo, mas aconteceu algo que não pode acontecer. Um estádio gritando “macaco” a um jogador, e um treinador pensar em ter que tirá-lo por isso. Algo está muito errado nesta liga. Nada acontece” bradou Ancelotti, ao canal Movistar.

Devido aos insultos, Ancelotti revelou que Vinícius Júnior queria abandonar a partida.

“Ele não queria continuar. Disse que não parecia justo, que não era sua culpa. Ele seguiu jogando, e além disso tomou um cartão sem sentido. Vinicius é um dos melhores do mundo. Esses episódios de racismo não podem passar. Foi todo o estádio, não foi só uma pessoa, como em outras ocasiões”, revelou o treinador em coletiva.

 

 

 

 

 

 

Atarde, 21/05/2023

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =

Botão Voltar ao topo