BAHIANOTÍCIASPOLÍCIA

Travesti diz que matou Guarda Municipal pela negativa de pagamento pelo programa sexual.

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), prenderam na tarde desta segunda-feira (17), um travesti de 27 anos, acusado do assassinato do Guarda Municipal de Alagoinhas, André Luiz de Carvalho Olanda, 36 anos. A vítima foi encontrada dentro de seu veículo com uma perfuração na cabeça, na rua Cristóvão Barreto, bairro Serraria Brasil, em Feira de Santana.

Segundo o delegado Rodolfo Faro, titular da DHPP, a partir de imagens e depoimentos os investigadores conseguiram localizar o suspeito, já de malas prontas para fugir da cidade, e ele acabou confessando o crime.

“O autor desse homicídio encontra-se preso, foi autuado em flagrante na tarde de hoje e as investigações tiveram início a partir das imagens e denúncias de pessoas que, possivelmente, testemunham ou tomaram conhecimento desse delito. O autor assume o delito em razão dessas diligências, não só na prisão e na apreensão da arma e do celular da vítima e por isso, havia tempo hábil e foi autuado em flagrante”, revelou o delegado.

“Segundo o autor do crime, a motivação seria um desentendimento em razão da negativa de pagamento da vítima, pelo programa que estavam realizando, e a informação de que houve luta corporal está sendo investigada, mas não há indício, até porque a compleição física da vítima era bem maior do que o autor, e ele não apresentava nenhuma lesão corporal”, explicou Faro.

Ainda de acordo com o delegado, a arma utilizada no crime (uma pistola) pertencia à vítima e o acusado alegou que disparou quando houve o desentendimento e suposta luta corporal.

O travesti foi encaminhado para o Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho, e permanece à disposição da justiça.

Blog Central de Polícia,

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =

Botão Voltar ao topo