DESTAQUEEMPREGOSMUNDO

Brasileira morre de fome e sede ao tentar atravessar deserto e entrar nos EUA

Uma brasileira foi encontrada morta em um deserto ao tentar entrar de maneira ilegal nos Estados Unidos. Seu corpo foi encontrado por patrulheiros norte-americanos na última quarta-feira, 15, no deserto de Deming, no Novo México. Ela morreu de fome e sede. As informações são do Jornal O Globo.

A mulher identificada como Lenilda dos Santos, de 50 anos, tentava atravessar a fronteira dos EUA com o México acompanhada de três amigos de infância, além da pessoa contratada para guiá-los, o “coiote”, mas foi deixada para trás.

Por estar muito cansada, com sede e fome, ela acabou sendo deixada pelo grupo com quem estava para trás, que lhe prometeu que retornaria para buscá-la. Relatos da polícia indicam que ela telefonou para familiares que que residem em Massachusetts, avisando da situação e que estava com medo de morrer.

“Não se faz isso nem com cachorro, como é modo de falar. Quero dizer, não se pode maltratar animais, então como que se larga um ser humano no deserto sem comida, sem água?”, questionou ao jornal O Globo, o irmão de Lenilda, Leci Pereira. “Você não tem noção da dor que é isso. É muito difícil.”

Lenilda falava constantemente com a família durante o trajeto, o que fez com que a falta de notícias preocupassem os familiares. Ela deixou de responder as mensagens e a sua localização no mapa não mudava mais. Com isso, procuraram Kleber Vilanova, que reside em Ohio e possui negócio relacionado a imigração.

Segundo ele, os amigos de Lenilda não chamaram resgate para a mulher por medo de serem presos. “As pessoas com quem ela estava viajando pensaram nelas próprias”, disse.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Atarde, 19/09/2021

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =

Botão Voltar ao topo